Fórum Romano

Fórum Romano

terça-feira, 27 de outubro de 2015

6˚ano: Roteiro de Estudos para avaliação Trimestral

Olá pessoal do 6˚ano;

Nossas provas estão chegando, então vamos nos preparar!
No final do roteiro deixei os 2 vídeos que trabalhamos em sala, vale a pena assistir de novo e tirar possíveis dúvidas.

6˚A: 17/11 - Grécia (Capítulos 15 ao 17) Roma (Capítulos 18 e 19)
6˚B: 09/11- Só Grécia (Capítulos 15 ao 17)
6˚C: 13/11 - Capítulos 15 ao 18 (Grécia e Roma) 

Não se esqueçam, revejam as tarefas roteiros de todos os capítulos trabalhados.

1) Volte as tarefas Roteiros do Capítulo 15: Grécia: uma civilização que marcou a História e comece seus estudos pelo direcionamento das questões propostas em sala. 
2) Por que podemos dizer que o poder na Grécia era "humanizado"? (página 95)
3) Qual a importância da palavra para a prática política grega?Explique. 
4) Releia as páginas 95 a 97 e explique quais os limites da cidadania na Grécia Antiga. 
5) Defina e explique o que era e como funcionava: 
a) Oligarquia,
b) Democracia.
6) Explique como era a vida das mulheres nessa sociedade. 
7) O que significa cidades-Estados? (página 94)

Capítulo 16: Esparta e Atenas: duas experiências:
Reveja a tabela de organização de informações no caderno. 

8) Volte a tabela do caderno e reveja as principais informações sobre essas duas cidades. 
9) Esparta e Atenas eram as mais importantes cidades da Grécia Antiga e as diferenças entre essas duas cidades eram  grandes. Escolha 2  e as explique. 
10) As cidades gregas antigas, apesar da proximidade cultural e geográfica, tinham uma grande rivalidade entre si que, volta e meia, resultavam em guerras, como a do Peloponeso, a mais famosa delas. Com base nisso:
a)     CARACTERIZE a Guerra do Peloponeso.
b)    IDENTIFIQUE sua principal consequências para a Grécia. 

Capítulo 17: A Cultura na Grécia
11) Cite exemplos culturais gregos que permanecem em nossa sociedade. 
12) Explique por que podemos afirmar que a cultura na Grécia era antropocêntrica



      

Capítulo 18: Uma viagem a Roma Antiga

1) Explique qual a origem lendária da cidade de Roma.
2) Como é possível explicar a transformação da cidade de aldeia em cidade-Estado.
3) Reveja os exercícios da página 117, Atividade 2, o objetivo é analisar a composição social da sociedade romana.
4) Por que a monarquia etrusca não atendia os interesses dos patrícios? O que eles desejavam? Explique. (página 117)

Capítulo 19: A República Romana

5) O que significa a palavra, derivada do latim, República? (página 119)
6) Como era o funcionamento da República romana? Qual seu órgão mais importante? (página 119) 
7) De que forma os plebeus conquistaram seus direitos políticos (paginas 121 e 122)
8) Relacione as conquistas territoriais romanas às trocas culturais dos povos conquistados. (página 124) 



segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Peru: Lima: Parte I

Este post foi planejado há bastante tempo, mas a correria não me permitiu articula-lo como eu desejava. 
Viajar para o Peru era meu sonho desde que estava no Fundamental II, viajava nas aulas de História, que para mim eram tão cheias de magia e encantamentos... 
Me lembro que quando estava no 9˚ano fiz uma pesquisa na Feira de Ciências anual do Colégio que estudava sobre as civilizações pré-Colombianas, dados os recursos da época, lembro que ficou muito bonita! 
Mas os preços e as prioridades sempre fizeram com que esse destino estivesse em segundo plano. Quando, enfim, a oportunidade apareceu, as pesquisas começaram e o roteiro começou a ser planejado com muito cuidado e capricho. O problema é o mesmo de sempre: quero ver tudo e o tempo é curto! 
Começaríamos por Lima, uma vez que não é possível voar direto para Cusco. Fiquei maravilhada com as oportunidades que a capital oferece, além claro, de todas as suas peculiaridades como ser a única capital da América do Sul localizada no litoral, museus e sítios arqueológicos e os excelentes restaurantes. 
Ao chegar ao aeroporto Jorge Chaves, muito bonito e organizado, com atendentes simpáticos e prestativos, um susto: há muitos policiais e cães farejadores a procura de drogas e outros produtos ilícitos. Nossa mala foi parada, o cachorro estava alucinado. Ricardo abriu e, claro, o policial não achou nada, mas o cachorro estava mesmo muito irritado... seria um cheirinho de Mingau, nosso gato fofo? Sim, depois me lembrei que enquanto eu preparava aquela mala ele tinha entrado por ali e se esfregado todinho... 
O aeroporto fica a uns 30 minutos de Miraflores, bairro que escolhemos para ficar. O trânsito é caótico e barulhento e a frota, em geral, é velha. Foi um longo percurso pelo litoral, nosso primeiro contato com o Pacífico. 
O que primeiro chama a atenção são os paredões imensos que separam a cidade da praia. O guia nos explicou serem paredões artificiais, de contenção e proteção da cidade em caso de terremotos e tsunamis.

Incrível vista do Oceano Pacífico a partir do shopping Larcomar
A praia também é artificial. 

A primeira refeição foi na praça de alimentação do shopping Larcomar, com um vento gelado que vinha do Pacífico, mas não menos deliciosa: comemos vários tipos de ceviches e arroz com polvo. O sabor era ainda melhor do que os que havíamos experimentado aqui no Brasil. Pedimos um combinado de ceviche caliente, com o peixe empanado e frito, mas com o leite de tigre, como no tradicional, e vários outros mais "exóticos" de frutos do mar e molho agridoce. Achei tudo lindo e delicioso! 
 A Clara experimentou e amou a Inca Cola, refrigerante tradicional do Peru, com uma cor amarela que lembra detergente, mas é doce com xarope, eu a Chicha, bebida a base de milho roxo e especiarias, que achei muito saborosa (e, felizmente, não mais preparada como na época dos incas)
Nessa imagem tentei organizar um pouco de tudo o que comemos de diferente: ceviches (quente e tradicional), empanadas (deliciosas tanto as doces quanto as salgadas!), sanduíches vegetarianos com abacates em Aguas Calientes, risoto de quinoa (maravilhoso!) e o filé de Alpaca (com gosto muito forte, mas achei bem gostoso).
A apresentação dos alimentos é linda, os legumes e grãos são enormes. Fiquei impressionada com o tamanho e cores dos diferentes tipos de milho e ervilha que encontramos. 

Já no City Tour, Ana Clara comprou mais uma Inca Kola, ficou fã!

Durante o City Tour, estava empolgada e ansiosa para ver tudo o que eu havia lido e pesquisado sobre o centro de Lima, a agência de viagem que contratamos, a Viajes Pacífico, foi excelente em tudo.






8 ano: Roteiro de Estudos para Prova Trimestral

8A: 08/11 
8B: 31/10

Capítulos 13: A Primeira Revolução Industrial, 
14: A Segunda Revolução Industrial, 
15: Novas Formas de ocupação e exploração: O Imperialismo 

Capítulo 13- A Revolução Industrial

Habilidades: 
- Compreender as causas que levaram à Inglaterra a ser o primeiro país a se industrializar;
- Perceber a diferença entre a produção artesanal e a maquinofatura
- Compreender a nova dinâmica econômica da Europa no final do século XVIII e transição para o XIX: o capitalismo;
- Conceituar proletariado;
- Entender as péssimas condições dos trabalhadores das primeiras fábricas nos séculos XVIII e XIX;
- Conceituar Ludismo;

O que deve-se saber: 
(Roteiro de Estudos - verificar o material do Moodle e o roteiro previamente realizado no caderno)

1) Causas da Revolução industrial: fatores que fazem da Inglaterra pioneira nesse processo. 
2) Uso do termo Revolução Industrial - por que se aplica? 
3) Consequências dessa Transformação:
a) econômicas;
b) sociais;

Teleaula com Teatro e dramatizações ara auxiliar nos estudos... é velhinho, mas vale a pena! 

 
E os Slides de sala: 


2˚ ano revolução industrial from Kerol Brombal


Capítulo 14: A Segunda Revolução Industrial

Habilidades:
 - Entender como foi possível que outros países passassem pela Revolução Industrial;
- Conceituar mundialização da revolução,
- Compreender as novas fontes de energia surgidas nesse contexto e as consequências delas advindas; 
O que deve-se saber (Roteiro de Estudos)
4) Características da II Revolução Industrial, destacando as diferenças em relação a Primeira.
5) Novas fontes de energia passam a ser utilizadas, quais são elas e quais as consequências dessas novas tecnologias. 
6) Explicar como a burguesia, um dia revolucionária, se tornou conservadora.
7) Como o aparecimento de novas ideologias, como o anarquismo e o socialismo científico, transformaram o modo de reivindicação dos trabalhadores

Capítulo 15: Novas formas de ocupação e exploração: O Imperialismo

Habilidades: 

- Conceituar Imperialismo.
- Relacionar o imperialismo à II Revolução Industrial;
- Compreender as consequências do Imperialismo para as populações africanas e asiáticas.
- Conhecer os movimentos de resistência dos trabalhadores no século XIX: o socialismo científico;

- Diferenciar anarquismo e socialismo.

Imperialismo = Império
 II Revolução Industrial - Aumento da produção dos países europeus    --- vender   Pra quem????
- Buscar mercados consumidores fora da Europa.
- NEO – COLONIALISMO (nova forma de explorar colônias – século XIX); MONOPÓLIO = EXCLUSIVISMO COMERCIAL
- Novos territórios para exploração: África e Ásia
-  Busca de mercado consumidor (vender os produtos)  matéria-prima.
- Fardo do homem branco: missão civilizadora,
- Resistência local: guerras, mas controle europeu

Palavras chaves:
Imperialismo – Exploração - Etnocentrismo

O que deve-se saber (Roteiro de Estudos)
8) O que foi o movimento denominado imperialismo.
9) A Conferência de Berlim, causas e consequências
10) Sua relação e diferenças com o colonialismo do século XVI.
11) Relação Imperialismo/Etnocentrismo.
12) O Fardo do homem branco e o subdesenvolvimento da África e da Ásia. 
13) Os europeus utilizaram a força como uma das estratégias de dominação de territórios como a África, por exemplo. Contudo, essa não foi a única. Aponte outras estratégias de dominação utilizadas pelos europeus.