Fórum Romano

Fórum Romano

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

8˚ano: A Revolução Industrial até o Imperialismo_ conteúdo para a Trimestral

29/09 Pauta: - Capítulo 13: A Revolução Industrial – Correção de exercícios.
Finalização: Movimentos de Contestação. 

24/10: Prova Trimestral:

Capítulos 13: A Primeira Revolução Industrial, OK
14: A Segunda Revolução Industrial, Ok
15: Novas Formas de ocupação e exploração: O Imperialismo confirmado!

Capítulo 13- Correção: 
Página: 133 TR: Transição: do artesanato (artesão detinha todo o meio produtivo: dominava todo o processo) para a produção fabril (substituição do homem pela máquina: desemprego).
2) “Máquinas demônios” no sentido de roubar o emprego dos artesãos e oprimir e explorar os trabalhadores.
TR: 3) “Energia do vapor produziu um produto mais comercial”,
Produziu mais rápido, em maior quantidade e, consequentemente, mais barato.
Página 136:
1 a)  De 19 a 19,5 horas! (ABSURDO!)
b)  4,5 a 5 horas.
c) 15 minutos.
2) Mulheres e crianças, pois mulheres recebiam, em média, metade do salário dos homens e as crianças, ¼ do salário das mulheres.
Empregar crianças era muito lucrativo para o dono da fábrica.
3) Dificuldades em se manter acordadas e frequentes acidentes.
4) O pagamento do operário acidentado era suspenso e ele poderia ser demitido.
5) Hoje existem leis trabalhistas que protegem o trabalhador e lhes garante aposentadoria em caso de acidente. A legislação também proíbe o trabalho infantil. Mas, em muitos países, ainda existem fábricas clandestinas, inclusive no Brasil.
Página 139:
TR: a) Porque se os parlamentares não fossem remunerados, somente quem já tivesse muitas posses poderia se candidatar e se eleger. Dessa forma, o Parlamento não teria representantes dos trabalhadores. A remuneração ao parlamentar é o que permite a um assalariado sobreviver como parlamentar.
b) Pessoal. Utilizar informações acima como base.
Em Casa Página 140:
Títulos Possíveis:
Pioneirismo inglês, razões para a Revolução Industrial começar na Inglaterra

3) C
II) O autor propõe que os operários se revoltem contra os burgueses capitalistas e fiquem com sua produção.
4) a) As reações operárias à exploração sempre foram coletivas: desde os ludistas e seus ataques às máquinas até a organização sindical. Os trabalhadores unidos possuem muito mais chances de conseguir concessões e direitos.

b) Pessoal.   Monobloco: Página 142 

O que deve-se saber (Roteiro de Estudos)
1) Causas da Revolução industrial: fatores que fazem da Inglaterra pioneira nesse processo. 
2) Uso do termo Revolução Industrial - por que se aplica? 
3) Consequências dessa Transformação:
a) econômicas;
b) sociais;


Teleaula com Teatro e dramatizações ara auxiliar nos estudos... é velhinho, mas vale a pena! 


E os Slides de sala: 


2˚ ano revolução industrial from Kerol Brombal


10/10: Pauta: Correção de exercícios capítulo  14
Página 99  Truste/ cartel e monopólio
1.     a) TR: Consequências positivas: aumento da tecnologia (máquinas mais eficientes), barateamento dos produtos, avanços na indústria farmacêutica (vacinas e antibióticos), novas fontes de energia (petróleo, aço, eletricidade).
b) Porque são formas de as empresas controlarem o mercado: definirem preços para compra de matérias-primas e venda de produtos para o mercado consumidor. São formas de controlar o mercado e diminuir a concorrência.

Página 104
a)     Porque depois de tomar o poder e organizar a economia conforme seus interesses, a burguesia deixou de querer mudanças. Ela passou a querer “conservar” a situação política, econômica e social.
b)    Os novos revolucionários eram os trabalhadores (luta de classes). Eles tinham razões para mudar a situação política, econômica e social que lhes era desfavorável. Desejavam melhores condições de vida, de trabalho e dignidade.  

Em Casa – página 105
1)    a) Inovações da Segunda Revolução Industrial – Comunicações.
b-  Com essas inovações o autor desejou deixar claro os elementos mais marcantes do avanço tecnológico do século XIX.
c)     Sim, pois esses novos mecanismos possibilitavam a comunicação mais rápida entre diferentes partes do mundo. A distância se tornava menor com os novos veículos e transporte, etc.
2)     I – V
II- F deeeerrrr
III – F          B é a alternativa correta.

3)    Anarquismo                                      Socialismo Científico
Bakunin                                         Karl Marx e Frederich Engels
1.     Propriedade privada dos meios de produção    idem
2.     Estado                                                                        Socialismo

O que deve-se saber (Roteiro de Estudos)
4) Características da II Revolução Industrial, destacando as diferenças em relação a Primeira.
5) Por que a burguesia, um dia revolucionária, se tornou conservadora.
6) Novas ideologias, os socialismos.

Capítulo 15: Novas formas de ocupação e exploração: O Imperialismo

Imperialismo = Império
 II Revolução Industrial - Aumento da produção dos países europeus    --- vender   Pra quem????
- Buscar mercados consumidores fora da Europa.
- NEO – COLONIALISMO (nova forma de explorar colônias – século XIX); MONOPÓLIO = EXCLUSIVISMO COMERCIAL
- Novos territórios para exploração: África e Ásia
-  Busca de mercado consumidor (vender os produtos)  + matéria-prima.
- Fardo do homem branco: missão civilizadora,

- Resistência local: guerras, mas controle europeu


20/10: Pauta: Correção página 111 + exercícios
1)    Reunião entre as principais potências europeias para a divisão dos territórios africanos de maneira amigável.
2)    Não, pois o primeiro fragmento apresenta a divisão do continente como algo bom e favorável para a população local, que levaria desenvolvimento. No segundo, o autor relata a exploração da população.
3)    Pobreza, exploração, perda de valores culturais, subdesenvolvimento e guerra civil.

Palavras chaves:
Imperialismo – Exploração - Etnocentrismo
Páginas 114 e 115 TR
a)     O autor considera o imperialismo um fardo (peso/carga) para o homem branco, pois acreditava que esse homem deveria civilizar os africanos e asiáticos de acordo com os padrões europeus.
b)     Revela a visão etnocêntrica do autor, que não aceitava a diferença cultural entre europeus e africanos, julgando-se superior a eles.

Em Casa página 115
1)    A caricatura retrata a expansão imperialista inglesa, representando a potência como um polvo que com seus tentáculos ocupa territórios.
O que deve-se saber (Roteiro de Estudos)
7) O que foi o movimento denominado imperialismo.
8) A Conferência de Berlim, causas e consequências
9) Sua relação e diferenças com o colonialismo do século XVI.
10) Relação Imperialismo/Etnocentrismo.
11) O Fardo do homem branco e o subdesenvolvimento da África e da Ásia.