Fórum Romano

Fórum Romano

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Manual da Idade Média: Sugestões

Olá pessoal dos 7˚s anos:
Depois de muito planejamento e pesquisa, está na hora de organizarmos as informações sobre a Idade Média e criarmos os blogs ou sites dos grupos. Fiz uma seleção de sites, blogs, para melhor auxilia-los nessa etapa de criação.

Sites:
Glória da Idade Média: O blog abaixo é muito bonito, com ótimas imagens e a divisão segue o que pensamos em aula: as ferramentas: castelos, catedral, cidade, podem servir para os cartões postais. Já contos, cruzadas, símbolos, heróis para as demais solicitações.
http://gloriadaidademedia.blogspot.com.br
Para aqueles que estão com dificuldades em localizar músicas: http://castelosmedievais.blogspot.com.br/p/musica-nos-castelos.html
Revistas:
Mundo estranho:
História Viva: Informações para escolher! http://www2.uol.com.br/historiaviva/busca/resultados.html?domains=http%3A%2F%2Fwww2.uol.com.br%2Fhistoriaviva&q=Idade%2BMedia&sa=buscar&sitesearch=http%3A%2F%2Fwww2.uol.com.br%2Fhistoriaviva&client=pub-8233132566218081&forid=1&channel=7732333306&ie=ISO-8859-1&oe=ISO-8859-1&cof=GALT%3A%23CC0000%3BGL%3A1%3BDIV%3A%23336699%3BVLC%3A663399%3BAH%3Acenter%3BBGC%3AFFFFFF%3BLBGC%3A336699%3BALC%3ACC0000%3BLC%3ACC0000%3BT%3A0066CC%3BGFNT%3ACC0000%3BGIMP%3ACC0000%3BFORID%3A11&hl=pt
Revista Aventuras na História: http://guiadoestudante.abril.com.br/aventuras-historia/busca/?qu=Idade%20M%E9dia

Cartões Postais:
Informações gerais:
Local:
Ano da construção:                                   Tempo de Construção:
Estilo Arquitetônico Predominante:
Curiosidades: (informações bem legais, que convidem as pessoas à visitarem o local)

Dicas de locais:

Glória da Idade Média com os links já indicados acima: castelos, catedrais, cidades...
Acabei de elogiar, mas esse material é realmente bom, o autor organizou visitas 360˚ pelas principais catedrais medievais europeias, vocês podem escolher 1 e realizar a pesquisa acima solicitada: http://catedraismedievais.blogspot.com.br/p/360.html

Notre Dame:
Após fazerem a arte em formato de cartão postal, que escolher Notre Dame, pode utilizar o material abaixo, como link, já que traz mais imagens e visualizações em 360˚ da catedral e arredores. Não deixem de conferir! http://www.fromparis.com/virtual-tour-notre-dame/
No site oficial da catedral vocês também encontram a música tocada no órgão da Igreja, cliquem na lateral, onde aparece a imagem do cd: http://www.musique-sacree-notredamedeparis.fr
Mais um tour 360˚ externo: http://www.planetadigital360.com/tour/paris/notredame/index.html
Vista interna: imperdível: http://www.360cities.net/image/france-paris-notre-dame-cathedral#-213.30,-90.00,55.0

http://www2.uol.com.br/historiaviva/artigos/notre-dame_850_anos.html

Catedral de Milão:
http://www.360cities.net/image/cathedral-piazza-del-duomo-milano#0.00,0.00,70.0

Heróis: Muitos cavaleiros destemidos se tornaram heróis, sua pesquisa nesse item será cheia de curiosidades que o grupo nem imaginava. Aqui vão algumas dicas:
Que tal saber mais sobre São Jorge? Famoso por matar o dragão, valente... eu gosto muito dessa história, apesar dele ser o santo protetor dos corintianos... acho que nem ele gostaria disso, afinal... rsss
Material excelente no link da Revista História Viva: 

E que tal uma Santa Guerreira? Joana D'Arc
http://guiadoestudante.abril.com.br/aventuras-historia/busca/?qu=Idade%20M%E9dia


Filmes:
Muitos são os filmes que retratam a Idade Média, em geral, eu adoro todos eles. Aventuras, suspenses, guerras, romances. Aliás, como não gostar dos cavaleiros e seus ideais de bravura?

1) Robin Hood: as duas versões são muito boas, a primeira e mais antiga, com Kevin Costner, chega muito próxima ao romance que adoramos, com um Robin herói que rouba dos ricos e alimenta os excluídos moradores da floresta e aldeões das redondezas. A versão mais recente com ótimos atores: Russel Crowe e Kate Blanchet, mostra um Robin Hood mais próximo à realidade medieval, aquele que luta por defender sua terra e família.


Outras informações:
- Livros: - Imagem da capa do livro, resumo (feito pelos alunos); comentários, adequações.
- Receita: uhummm a parte gostosa, eu iria adorar se algum grupo arriscar preparar a receita para a apresentação do material!
- Arte: Tipos de Arte (iluminuras, construções, quadros, vitrais: escolham um tipo de arte e ampliem as pesquisas. Esse tema é muito rico, usem muitas e imagens!)
- Brincadeiras: Jogos, diversões.USEM O LIVRO QUE DISPONIBILIZEI EM PDF: Como seria sua vida na Idade Média? (Quem não tiver mais o arquivo, me procure.)
-Música:


Roteiro para a Avaliação Trimestral:
Capítulos 6: A Idade Média na Europa: dez séculos de altos e baixos;
Capítulo 7: O encontro das diferenças

      1)   Preencha a tabela com características da Alta e da Baixa Idade Média, atenção à diferenciação entre os períodos, capriche!!!
     
     Alta Idade Média
      Baixa Idade Média




















       2) Cite as principais causas do aumento demográfico na Europa e suas consequências. (páginas 105 a 107)
      3)    Por que Jerusalém é vista como sagrada pelas 3 grandes religiões monoteístas (página 108)
3    4)   Cite e explique os interesses de Urbano II ao proclamar às Cruzadas sob o aspecto: (páginas 109 e 110)
       a) Religioso;
       b) demográfico;
       c) financeiro.
      5)   Relacione:
      a)    Cruzadas e Comércio (página 111)
      b)   Cruzadas e fanatismo religioso ( página 117)
     c)   Como a história das Cruzadas chega aos alunos árabes? (páginas 120 e 121)
     d)   Quais as consequências diretas das Cruzadas?
      6) Descreva como a vida das pessoas que viviam na Europa mudou após as Cruzadas (página 123) 

   7) Explique o papel das cidades do sul da Itália no processo de Renascimento Comercial. (págs 124 e 125)
      8) O que eram as feiras? Como elas funcionavam? (páginas 125 e 126) 
      9) Por que usa-se a expressão Renascimento Urbano? (página 127) 
      10) Descreva o processo de Nascimento de uma cidade (página 127) 
      11) Explique o ditado alemão: O ar da cidade liberta o homem" (página128)

1˚ano: da Queda de Roma à Baixa Idade Média: Muuuita Coisa!

Olá Primeiro Ano,
Seguem abaixo as três apresentações sobre a Idade Média, desde às invasões bárbaras até a  Alta e Baixa. Coloquei os slides do 3˚ano, pois são mais leves. Quem quiser o meu material de aula, pesado e completo, leve o pendrive na próxima aula. Os exercícios sobre as invasões e o Império Carolíngio devem ser feitas em folha separada e, LÓGICO, valem nota. Entrega: 21/05
Slides e exercícios adicionais:



A imagem Bárbara

         François Hartog, historiador francês, dedicou especificamente um de seus trabalhos à compreensão do "outro" pelo inimigo. Em O espelho de Heródoto, uma de suas obras mais reconhecidas, Hartog analisa a forma de compreender o mundo que os gregos tinham, especificamente a de Heródoto, historiador de Halicarnasso. Em especial, o estudioso francês estudou como os gregos se portavam diante da alteridade dos povos vizinhos(os citas, os egípcios, os fenícios, os persas etc.), buscado entender como, na época clássica, os helenos falavam de si próprios e dos outros, os não gregos. 
        Heródoto escreveu fartamente sobre as Guerras Médicas (o longo conflito entre persas e os gregos). Em seu texto, escrito há mais de 2 mil anos, Heródoto se ocupou da representação dos persas para seis leitores gregos: caracterizou-os como inimigos terríveis para os atenienses e espartanos, eram selvagens, criaturas para além da humanidade, bárbaros. 
       Apesar de dignos de admiração por algumas das qualidades, os persas, os persas não eram contemplados como seres "iguais" pelo historiador grego.
      Vemos tratamento muito similar quando lemos o texto de Tácito a respeito dos povos germânicos. No complexo jogo da representação do "outro", daquele que não sou eu, é recorrente a projeção daquilo que é nossa visão da bestialidade. Em outras palavras, o que descrevem não é o "outro" em si, mas aquilo que não reconhecemos em nós, nossa visão de monstruosidade atribuída ao outro. 
       Pensando nisso, é possível dizer que, apesar das inúmeras diferenças entre aqueles que são considerados povos bárbaros, criou-se um pastiche sobre a representação do bárbaro na cultura ocidental. Isso não ocorreu por acaso, a maior parte das informações que temos sobre os "bárbaros" nos chegou por meio de relatos romanos (seus rivais, em muitos aspectos) Vikings, celtas, povos germânicos são normalmente associados à violência e ao espírito guerreiro. Em outras palavras, o ser bárbaro da cultura ocidental está longe do universo letrado e, por isso, se circunscreve em um jogo descritivo que o tende a inferiorizá-lo.

Átila: O Huno -Para saber mais
http://www2.uol.com.br/historiaviva/artigos/atila_o_huno_um_animal_politico.html

Exercícios:
1) As três imagens, a seguir, mostram cenas em que aparecem retratados povos bárbaros. Qual a noção do que é bárbaro está sendo construída por essas imagens? Quando essa representação começou a ser criada? Apresente 3 argumentos e os justifique.

"Hagar, o Horrível", personagem criado em uma tira em quadrinhos criada por Dick Browne em 1973

O ator Arnold Schwazenegger como Conan, o bárbaro, filme norte-americano de muito sucesso no cinema dos anos 80

Cena do filme: "Asterix e Obelix e os Vikings", famosa série de histórias em quadrinhos criada em 1959, na França, por Albert Uderzo e René Goscinny, aqui transportada para o cinema.

2) A imagem abaixo é uma iluminura medieval, mostra o exato momento da coroação de Carlos Magno, considerado o maior dos comandantes dos francos. Interprete a imagem, explicando uma das características do reino dos francos. 
3) Explique a importância da união entre Carlos Magno e a Igreja Católica. 

FERREIRA, João Paulo Hidalgo. “Nova história integrada”: ensino médio: volume único: manual do professor / João Paulo Hidalgo Ferreira, Luiz Estavam de Oliveira Fernandes. – Campinas, SP: Companhia da Escola, 2005.