Fórum Romano

Fórum Romano

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

6˚ano: Caverna de Lascaux

É galera, não tem jeito... elas estão chegando, as temidas Trimestrais... precisamos estudar muito para garantirmos um bom resultado, seguem os roteiros de estudo. Caprichem! 


6˚ano: 

              


Capítulo 1: saber levantar hipóteses a partir de textos e informações levantadas;
Capítulo 2: - conhecer os diferentes vestígios materiais utilizados pelo arqueólogo em suas pesquisas,
1) Como é o trabalho do arqueólogo;
2) Por que, a partir das pesquisas arqueológicas, o conhecimento do passado pode mudar?
3) O que são considerados vestígios materiais? 

Capítulo 3: - o trabalho do historiador;
4) O que são e quais os tipos de fontes históricas?
5) Como o historiador constrói o relato histórico? 

Capítulo 4: Viajando pela Pré-História: a origem do homem;
6) Como o mito e a religião: como explicam a origem do homem?
7) Explique como ocorreu o o processo de hominização;
8) Cite as diferenças entre o homo e o australopithecus;

Capítulo 5: O modo de vida dos primeiros grupos humanos:
9) Explique como descoberta do fogo e a colaborou para melhoria no modo de vida do homem pré-histórico;
10) Explique o que significa e a que período da pré-história correspondem os conceitos abaixo; 
a) nômade; 
b) sedentário; 
11)Explique como a descoberta da agricultura no período neolítico melhorou/facilitou a vida humana;
12) Caracterize os períodos da pré-história: paleolítico, neolítico e Idade dos Metais (utilize o caderno, no meu mapa conceitual já organizei essas informações)

O Vídeo abaixo é um interessante documentário sobre o processo de migração humana, quem tiver um tempinho vale muito a pena!


Bom Estudo para todos!



7˚ano: 
Capítulo 2: Os Romanos e os Bárbaros: 

1) Quem eram os chamados povos bárbaros?
2) Explique as razões da Queda do Império Romano do Ocidente;
3) Diferencie a cultura bárbara da cultura romana;
4) O feudalismo, que marcou a Europa Ocidental durante a Idade Média, resultou duas heranças distintas, a romana e a germânica. Explique cada uma delas.

Capítulo 3: Árabes:uma civilização, um profeta, uma nova religião:

5. Diferencie o sistema econômico islâmico e o medieval.
6. Estabeleça 1 semelhança entre o islamismo e o cristianismo.
7. Cite três obrigações estabelecidas por Maomé aos muçulmanos.
8. Cite e explique as causas e as consequências da expansão islâmica.
9. Relacione a expansão islâmica ao fechamento da Europa.  

Capítulos 4 e 5: O Feudalismo e a Sociedade Medieval: 
10. O feudo era a principal unidade de produção da Idade Média.
a) Como se dividia o feudo?
b) Explique a função de cada uma das partes do feudo.
c) O que significa dizer que a economia do feudo era autossuficiente? Explique.

11) A "corveia" e a "talha" estavam entre as "exigências econômicas" dos senhores em relação ao servos. Esclareça no que consistiam.
12) O que diferencia a servidão da vassalagem?
13) Descreva a vida de cada uma das classes sociais da Idade Média. Por que essa sociedade poderia ser chamada de estamental?
14) Estabeleça a importância da Igreja católica para a manutenção da ordem social na Idade Média.



domingo, 24 de fevereiro de 2013

3˚ano: Alta Idade Média


Exercícios para entregar dia 06/03 conforme combinamos anteriormente; depois do churras... Não se esqueçam as alternativas devem vir com justificativas. 
* Caderno de exercícios páginas: 155 e 156: exercícios 1, 4, 5 e 7 (JUSTIFIQUEM!)


1. (Ueg 2010)  Grande parte da presença humana na Terra é explicada pelos historiadores tendo como referência o termo “pré-história”.
Sobre esse período, discorra sobre os seguintes tópicos:
a) o significado da revolução neolítica;
b) as limitações conceituais do termo “pré-história”.
  
2. (Ufal 2007)  EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS ARMAS

1.         Desde suas origens os homens perceberam que não teriam condições de sobreviver somente com suas defesas naturais e que era necessário reunirem-se em pequenos grupos para, juntando as forças, se defenderem dos predadores, de outros homens e de outros grupos que pretendessem matá-los, tomar-lhes a habitação e os alimentos, ou que tentassem escravizá-los. Ou seja, desde a origem o homem já tinha a preocupação de defender-se e aos seus pertences.
2.         Esse temor aumentava com a evolução do grupo, pois, para este, quanto mais se desenvolvia, acumulava conhecimentos e posses, maior era a possibilidade de sofrer ataques de grupos rivais, que tinham por objetivo tomarem para si tudo aquilo que pertencia àquele: os alimentos, as fêmeas para procriarem, a melhor caverna, a melhor localização em relação à caça e água. Surgiram dessa forma as primeiras necessidades do aperfeiçoamento dos meios de defesa do ser humano e do grupo social.
3.         A necessidade de proteção e a tendência a agressões, próprias do homem, orientaram os esforços para o desenvolvimento e a fabricação de armas. A origem e a sequência dos primeiros meios mecânicos usados nas armas podem apenas ser imaginados; com certeza surgiram na Pré-História. Provavelmente, o uso de um galho como prolongamento de mãos e braços para melhorar a eficácia e a potência de uma pedra arremessada com a mão foi o primeiro aperfeiçoamento introduzido no armamento. Quem sabe, logo após o homem percebeu que, se fosse lapidada em formas pontudas, cortantes e perfurantes, a pedra se tornaria mortal. Assim, as armas foram evoluindo, para muito depois virem a tornar-se facas, espadas, punhais etc. Paralelamente, os homens perceberam que, se conseguissem lançar um projétil com precisão, poderiam atacar a presa ou o inimigo sem se aproximar.
4.         Surgiram assim arcos e flechas, bestas, bumerangues, etc. As lanças e os dardos, armas leves de arremesso, apareceram nos primórdios da civilização. A funda foi usada durante muitos e muitos séculos.
5.         A evolução humana fazia-se vagarosamente, as necessidades eram maiores, e o conhecimento, restrito. Surgiu na pré-história o período caracterizado pelo uso generalizado de instrumentos metálicos. Seu início remonta a mais de 3000 a.C. O primeiro período em que se usaram os metais de forma sistemática foi o da idade do bronze, fase de desenvolvimento cultural humano imediatamente posterior ao neolítico, entre o quarto e o segundo milênios antes da era cristã.
6.         A descoberta do metal - do ferro, após a idade do bronze - fez dele a principal matéria-prima para a fabricação de armas e utensílios: foi possível produzir espadas, lanças, pontas de flechas, etc., mais eficientes para a caça e a luta. Desenvolvendo-se os grupos primitivos, surge a função específica de defesa, concedida aos mais bravos e corajosos, e isso dá origem aos exércitos, que mantêm sua função até os dias de hoje.
7.         A invenção da pólvora pelos chineses revolucionou as armas. Com a invenção da pólvora foi possível construir aparelhos que arremessassem objetos a distâncias maiores do que o faziam os aparelhos de energia mecânica, tais como as catapultas. Os canhões, que conseguiam lançar projéteis a distâncias antes inimagináveis, revolucionaram as batalhas e proporcionaram defesa e ataque muito mais eficientes, tanto para castelos como para embarcações (como tão bem ilustram os atuais filmes de época).
8.         Dos canhões chegou-se às armas de uso individual, que podiam ser transportadas e manipuladas por um só homem, como os mosquetes. A partir daí, as armas de fogo passaram a equipar desde os soldados de grandes exércitos que defendiam nações até o pequeno agricultor que necessitasse defender a família e os bens.
9.         As armas de hoje são complexas, de uma potência extraordinária (muitas das quais sequer conhecemos), decorrentes de uma evolução a passos largos, principalmente durante e após a segunda guerra mundial.
10.       Atualmente, com o desenvolvimento da física nuclear, da engenharia química e biológica, dos mísseis, as armas adquiriram um poder de destruição nunca antes visto.
            (Adaptado de http://pt.wikipedia.org/wiki/Arma)

 Desde suas origens os homens perceberam que além de armas era necessário desenvolver a agricultura.
Sobre o tema, considere o mapa histórico.

O CRESCENTE FÉRTIL


            (In: Olavo Leonel Ferreira. "Mesopotâmia". São Paulo: Moderna, 1993. p. 9)


a) O mapa mostra uma região onde emergiram algumas civilizações do mundo antigo. Na Mesopotâmia e no Egito surgiram Impérios com base econômica na agricultura. Explique a importância do Estado e dos rios no desenvolvimento da agricultura, identificando características em comum dessas duas civilizações.
b) Cada vez mais a agricultura se organiza e se especializa para atender às demandas urbanas. Apresente três grandes mudanças da agricultura moderna.
  
3. (Ufpel 2006)  Texto 1
            "Em todo o mundo, a leste e a oeste, as populações começaram a trocar a dependência às hordas de grandes animais "muitas das quais em rápido declínio" pela exploração de animais menores e de plantas. [...] Onde as condições fossem particularmente adequadas [...], as peças do quebra-cabeça da domesticação se acomodaram e os coletores transformaram-se em agricultores."
            CROSBY, Alfred W. "Imperialismo ecológico". São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

Texto 2
            "Os historiadores acostumaram-se a separar a coleta e a agricultura como se fossem duas etapas da evolução humana bastante diferentes e a supor que a passagem de uma à outra tivesse sido uma mudança repentina e revolucionária. Hoje, contudo, admite-se que essa transição aconteceu de maneira gradual e combinada. Da etapa em que o homem era inteiramente um caçador-coletor passou-se para outra em que começava a executar atividades de cultivo de plantas silvestres [...] e de manipulação dos animais [...]. Mas tudo isso era feito como uma atividade complementar da coleta e da caça."
            In: VICENTINO, Cláudio. História para o ensino médio: história geral e do Brasil. São Paulo: Scipione, 2005.

Os textos analisam
a) o final do Período Neolítico e se posicionam de forma convergente quanto ao papel revolucionário desempenhado pela agricultura e pela domesticação dos animais.   
b) o início do Período Neolítico e divergem entre si a respeito da existência da Revolução Neolítica, pois enquanto um indica uma transformação radical, o outro destaca a simultaneidade da caça, coleta e agricultura.   
c) o início do Paleolítico Inferior e são contraditórios entre si, no que se relaciona aos efeitos da agricultura, dentre eles a sedentarização humana.   
d) o final do Paleolítico Superior, no momento em que ocorreu a Revolução Agrícola, ambos afirmando que a caça e a coleta foram suprimidas pela agricultura.   
e) a Transição Mesolítica, e concordam que, com o cultivo das plantas e a criação de animais, ocorreu a suspensão das atividades de caça e coleta, provocando a Revolução Neolítica.   
  
4. (Ufpel 2005) 


Analisando a linha do tempo, no período que vai do surgimento do homem até o desenvolvimento da agricultura, encontra-se a fase
a) Neolítica.   
b) da invenção da escrita.   
c) dos Metais.   
d) da Antiguidade.   
e) Paleolítica.   
  
5. (G1 1996)  Por que o fogo foi um dos principais achados do Paleolítico?